Departamento de Patrimônio Histórico e Cultural realiza I Seminário de Educação Patrimonial em São Francisco

No último 04 de agosto ocorreu em São Francisco, na sede do Núcleo de Pesquisas e Preservação do Patrimônio Cultural de São Francisco-MG (ONG Preservar), o I Seminário de Educação Patrimonial de São Francisco. O evento foi realizado pelo Departamento de Patrimônio Histórico e Cultural, pertencente à Secretaria Municipal de Cultura, Patrimônio Cultural, Turismo, Esporte, Lazer e Juventude. Idealizado pelos membros do Departamento e do Conselho de Patrimônio Histórico, em parceria com a Universidade Estadual de Montes Claros, campus São Francisco, e com a ONG Preservar, o seminário teve como principal proposta a articulação entre entidades governamentais e não governamentais, associações, escolas e membros da sociedade civil na tarefa de levantar a bandeira da educação patrimonial em São Francisco. Diante da depredação dos casarões históricos na cidade, da falta de atenção para o patrimônio imaterial local e da falta de apoio a grupos em defesa da cultura e da história de São Francisco como a ONG Preservar e o Conselho de Patrimônio Histórico e Cultural de São Francisco, esse encontro ocorreu num momento propício. Isso porque estiveram presentes o secretário municipal de Cultura, Edvanilson Carneiro Franco; a chefe do Departamento de Patrimônio Histórico e Cultural, Danielle Spina; o coordenador da Unimontes Campus São Francisco e presidente da ONG Preservar, Roberto Mendes Ramos Pereira; o Diretor do Jornal O Barranqueiro e escritor João Naves de Melo; a diretora da Fundação Caio Martins de São Francisco, Francine Nobre, juntamente com sua assessora, Magda; o diretor da empresa Cultuarte, Antônio Raposo; associados da ONG Preservar, acadêmicos do curso de história, estudantes das Escolas Estaduais Brasiliano Braz e Dona Alice Mendonça, além de outros membros da sociedade civil. O seminário contou com a especial participação especial da chefe do setor de Patrimônio Imaterial do IEPHA – Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, Débora Raiza Carolina Rocha Silva, que proferiu uma rica palestra sobre o Patrimônio Imaterial de São Francisco, a partir de pesquisas já realizadas pelo IEPHA na região. Destacou a necessidade de difundirmos e preservarmos o que temos de mais valioso em nosso município, a cultura, os modos de fazer, a culinária, nossas canções, danças, casarões históricos, documentos, dentre outros. Antes dela, o professor Roberto Mendes destacou a importância do Conselho de Patrimônio Histórico e Cultural na cidade de São Francisco na preservação da cultura local. Roberto anunciou, como coordenador do Projeto “Ciclo de Palestras: Nos caminhos da História” e como coordenador do campus São Francisco da Universidade Estadual de Montes Claros que esse I Seminário é o primeiro de vários em que a Unimontes será parceira, inserindo essa discussão sobre Educação Patrimonial na grade de temas do Projeto Ciclo de Palestras, dinamizando, assim, as ações de extensão da universidade junto à comunidade são-franciscana. Contribuíram com o seminário João Naves de Melo, mostrando sua incansável luta no campo cultural e destacando algumas de nossas riquezas, como uma partitura de Elísio Orbilon, natural de São Francisco, dentre outros elementos culturais existentes no município. Antônio Raposo, Francine Nobre e o secretário Edvanilson utilizaram da palavra, reiterando a necessidade de valorizarmos mais a história e a cultura de São Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *